MP recebe denúncia contra Prefeitura por investir em corrida de cães no RS

Atualizado: Ago 21

O Ministério Público de Bagé, no Rio Grande do Sul, recebeu uma denúncia contra a construção de um centro de eventos ao lado da pista de corrida do Parque do Gaúcho, usada por criadores de galgos para a exploração dos cachorros em competições.


A denúncia, feita pelo Instituto Sulamericano de Estudos e Defesa Animal (i-SEDA), trata da “violação ao dever constitucional imposto ao Poder Público de proteção da fauna contra todas as formas de crueldade e possível prática de improbidade administrativa pelos agentes públicos envolvidos, por meio da construção do Centro de Eventos da Pista de Galgos que objetiva promover corridas competitivas no município de Bagé”.


Explorar galgos em corridas é uma prática proibida quase no mundo todo – apenas oito países, incluindo o Brasil, ainda permitem que as competições sejam realizadas. As proibições se dão pela crueldade imposta aos animais, que sofrem lesões, fraturas, paradas cardíacas e são abandonados.


No caso de Bagé, uma emenda parlamentar de autoria do Deputado Dionilso Marcon (PT), no valor de R$250 mil, possibilitou a construção do centro de eventos.


Nas redes sociais, a ex-deputada estadual do Rio Grande do Sul e ativista da causa animal, Regina Becker Fortunati, posicionou-se sobre o caso. Segundo ela, a disponibilização da emenda parlamentar através do Ministério do Turismo, do Governo Federal, “caracteriza inegável incentivo à cruel prática de exploração dos animais, submetidos a abusos físicos e psicológicos, o que não é aceito nem pelos bageenses, nem pelos gaúchos e é repudiada por entidades, ativistas e membros da rede de proteção animal mundial”.


A ativista citou em sua publicação o posicionamento do advogado animalista Rogério Rammê. Segundo ele, ironicamente pretendem realizar a obra no Parque do Gaúcho, onde existe uma verdadeira obra de cultura local, com visitação suspensa pela falta de investimentos, a Cidade Cenográfica de Fé, construída em 2012, para as filmagens do longa-metragem “O Tempo e o Vento”.


“Os criadores de galgos encontram espaço em jornais de grande circulação para defender as corridas, mas, os defensores e protetores de animais repudiam veementemente as corridas! Somos nós, os protetores, quem responde por todos aqueles sequelados, quebrados, esgotados ainda tão jovens e abandonados por não ter ‘mais serventia'”, criticou Regina.


A ex-deputada afirmou ainda que confia na atuação do Ministério Público e aguarda medidas judiciais e extrajudiciais cabíveis para proteger os galgos. “Que sejam apuradas as responsabilidades dos agentes envolvidos no uso de dinheiro público para tão incabível investimento”, reforçou.


“Gratidão, Rammê e Angélica Caruso por tão importante parceria com o i-Seda, do qual sou uma das fundadoras! É por eles, os animais, e por todos nós!”, concluiu.



Fonte: https://www.anda.jor.br/2020/08/mp-recebe-denuncia-contra-pista-de-corrida-para-exploracao-de-galgos-no-rs/


24 visualizações

COPYRIGHT © Instituto de Proteção Animal OS SALVADORES | CNPJ: 29.147.690/0001-98 | Taquari/RS | Direitos Reservados - Cópia não autorizada | CONTATOS: WhatsApp: (51) 9 96969702 - www.salvadores.com.br - salvadoresdeanimais@gmail.com