Cachorrinha sobrevive após ser baleada e arrastada com uma corda por seu tutor

Alma deu à luz seis filhotes antes de ser submetida a um terrível e covarde ataque, como resultado do qual teve duas pernas quebradas, ferimentos na cabeça e arranhões ao ser arrastada pelo chão.


Um caçador que, segundo relatos, atirou em sua cachorra duas vezes e a arrastou presa a uma corda depois que ela deu à luz, está sendo investigado pela polícia. Dois motoristas chocados com a cena pararam o carro enquanto testemunhavam o tutor cruel que arrastava a cachorrinha sangrando – ainda viva – pelo chão. Eles gravaram a agressão em vídeo.



A cadelinha, chamada Alma ou “alma” em espanhol, deu à luz seis filhotes antes de ser submetida a um terrível e covarde ataque, como resultado do qual teve duas pernas quebradas, ferimentos na cabeça e arranhões ao ser arrastada pelo chão.


Vendo que a cachorra sobreviveu aos tiros, acredita-se que o tutor e caçador a tenha atingido na cabeça e a arrastado para casa para que ele pudesse terminar o trabalho lá. Mas ele foi parado por Ramon Feijoo e sua esposa Virginia Gonzalez que podem ser ouvidos discutindo com o caçador no vídeo, que grita: “Pare de me filmar”.


Ramon responde: “O que você está fazendo é desumano, não estou filmando você, estou filmando o animal e o que você está fazendo com ele”. Segundo a mídia local, o incidente ocorreu no sábado em Chantada, no noroeste da província espanhola da Galiza.


Virginia disse a uma emissora de TV local: “Ouvimos um tiro e depois um cachorro latindo e vimos esse homem com uma arma. Ele disse que estava levando o animal para casa, que era um caçador e que podia fazê-lo. Quando dissemos que íamos chamar a polícia, ele começou a arrastá-la pelo chão com uma corda em volta do pescoço. Meu marido começou a filmá-lo porque não sabíamos o que ia acontecer.”


A Mundo Vivo, organização de bem-estar animal, disse na segunda-feira (02) que havia denunciado o caçador não identificado à polícia e que estaria realizando ações legais.


Ele disse que os filhotes estavam indo bem e, embora a mãe tenha sofrido ferimentos horríveis, acredita-se que ela esteja em condição estável. A ONG com sede nas Astúrias, norte da Espanha, publicou uma foto dos filhotes de Alma – que têm apenas três semanas de idade – e imagens do incidente no sábado (30).


Um porta-voz da ONG acrescentou: “Esses são os bebês da cachorrinha que está lutando por sua vida – o animal que foi baleado, espancado e arrastado pelo chão por um caçador em Chantada, Lugo. Esperamos que esse homem cruel receba a justiça que ele merece. Precisamos de sentenças exemplares para esses monstros”.




Também foi lançada uma petição em favor de Alma, que já conseguiu milhares de assinaturas, pedindo “cooperação de todos para que esse crime não fique impune e todo o peso da lei recaia sobre esse criminoso”.


Laura Duarte, Presidente dos direitos animais espanhol, o PACMA, disse: “A repulsa e raiva que essas imagens me fazem sentir são indescritíveis. Neste condado, essa selvageria nem sempre é punida por meio de uma sentença de prisão. Estamos lutando contra isso. Nas próximas horas, informaremos vocês sobre a ação que pretendemos tomar”.


Fonte: https://www.anda.jor.br/2019/12/cachorrinha-sobrevive-apos-ser-baleada-e-arrastada-com-uma-corda-por-seu-tutor/

334 visualizações

COPYRIGHT © Instituto de Proteção Animal OS SALVADORES | CNPJ: 29.147.690/0001-98 | Taquari/RS | Direitos Reservados - Cópia não autorizada | CONTATOS: WhatsApp: (51) 9 96969702 - www.salvadores.com.br - salvadoresdeanimais@gmail.com

  • f_logo_RGB-Hex-Blue_512
  • 4f0149647a160a47217615866f5469c4
  • Twitter
  • YouTube
  • 1200px-WhatsApp_logo-color-vertical.svg.