1 de abril de 2019

Parte 1: Segunda sem carne, uma linda e gostosa campanha.

Você já ouviu falar da Segunda Sem Carne?

O nome da campanha é auto explicativo.

Basicamente, a proposta é tirar do cardápio, por um único dia da semana (consegue adivinhar qual?), a carne e outros alimentos de origem animal.

Mas por quê eu faria isso? Da onde surgiu essa ideia? Como posso substituir a carne nas minhas refeições?

Vamos com calma.

Nos próximos parágrafos você irá descobrir as respostas para essas e mais tantas outras perguntas sobre o movimento que vem ganhando força a cada dia em todo o planeta

A Segunda Sem Carne é uma campanha da Sociedade Vegetariana Brasileira em parceria com a Secretaria do Verde e do Meio-Ambiente da Prefeitura de São Paulo.

O movimento propõe conscientizar as pessoas sobre os impactos que o uso de produtos de origem animal para alimentação tem sobre a sociedade, os animais, a saúde e o planeta.

O objetivo é incentivar a redução do consumo de carne e, consequentemente, o aumento do consumo de leguminosas, frutas, cereais e verduras, como recomendado pelo Guia Alimentar para a População Brasileira do Ministério da Saúde.

Também há a preocupação com os animais. A competição acirrada do agronegócio tem levado os produtores a tratar os animais como objetos e mercadorias, muitas vezes sendo criados e abatidos em condições muito precárias.

Outros dois pilares da Segunda Sem Carne são a preservação do planeta Terra e a saúde da população humana. Além disso, o movimento ainda motiva o descobrimento de novos sabores.

Calma que tudo isso será melhor explicado no próximo tópico.


📍Por que aderir à Segunda Sem Carne?
Segunda-feira é conhecido mundialmente como o dia para se iniciar coisas novas. Além disso, o consumo de carne do povo brasileiro costuma ser ainda maior aos finais de semana e, por isso, na segunda-feira estamos mais propensos a nos alimentar de forma mais leve.

Agora que você já sabe o porquê da segunda-feira, confira alguns motivos pelos quais opta-se por não consumir carne:

📍Pelo planeta
A pecuária representa uma das atividades humanas mais impactantes para o meio ambiente, pois consome grande quantidade de água, grãos, combustíveis fósseis, pesticidas e drogas.

Além disso, produzem grande quantidade de excrementos, contaminam os mananciais, causam erosão e geram poluição atmosférica.

A pecuária é também a principal causa por trás da destruição de florestas tropicais e outras áreas naturais.

📍Pelos animais
Só para alimentação, todo ano são mortos mais de 70 bilhões de animais terrestres em todo o mundo. Isso sem contar os incontáveis animais marinhos mortos pela mesma causa. No entanto, o reino vegetal é capaz de suprir nossas necessidades nutricionais.

No Brasil, o panorama não é diferente. Segundo o último relatório trimestral sobre o número de animais abatidos lançado pelo IBGE, no nosso país são abatidos aproximadamente 1 boi, 1 porco e 190 frangos POR SEGUNDO.

Se desejamos uma sociedade pacífica, sem violência, um ótimo primeiro passo é tirar a violência do nosso prato, não acham?

📍Pela saúde das pessoas
Uma alimentação centrada em vegetais favorece a prevenção de doenças crônicas e degenerativas como doenças cardiovasculares, hipertensão arterial, obesidade, diversos tipos de câncer e diabetes.

Por apresentar tantos benefícios, dietas sem carne são estimuladas pela Associação Dietética Americana e Nutricionistas do Canadá, bem como por renomadas instituições como o American Institute for Cancer Research, American Heart Association, Food and Drug Administration, Departamento de Agricultura dos Estados Unidos e muitas outras.

Pesquisas estimam que mudar os hábitos alimentares da população mundial para mais dietas à base de vegetais poderia evitar até 8 milhões de mortes até 2050. Isso representa aproximadamente 10% da mortalidade global.

📍Onde e como surgiu a Segunda Sem Carne?
Pouca gente sabe, mas a ideia do movimento não é nada nova.

Ela foi criada pela U.S. Food Administration, agência responsável pelas reservas de comida do exército americano e aliados durante a Primeira Guerra Mundial.

A agência incentivava as famílias americanas a reduzir o consumo de alguns alimentos chave para assim ajudarem na guerra. "Food will win the war" (a comida ganhará a guerra, em tradução livre) anunciava o governo.

Dessa forma foram introduzidas a "Meatless Monday" e a "Wheatless Wednesday", que significam "Segunda Sem Carne" e "Quarta Sem Trigo", respectivamente.

A campanha retornou, pelo mesmo motivo, durante a Segunda Guerra Mundial e também imediatamente após seu término para ajudar a alimentar a Europa, destruída na guerra.

A Segunda Sem Carne foi então revivida nos Estados Unidos em 2003 por Sid Lerner, dessa vez com o objetivo de prevenir doenças causadas pelo excesso de consumo de carne.

Aos poucos a campanha foi conquistando o público e ganhando novos adeptos, hoje está presente em 44 países e é apoiada por diversas pessoas, escolas, hospitais e restaurantes.

Sua visibilidade aumentou, quando em 2009, o ex-Beatle Paul McCartney, lançou a campanha na Inglaterra. Vegetariano há mais de 30 anos e padrinho da campanha, o ex-Beatle encontrou na Segunda Sem Carne uma forma de contribuir para um planeta mais sustentável e saudável.

No Brasil, a campanha foi lançada em 2009, na cidade de São Paulo, em parceria com a Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) e com a Secretaria do Verde e Meio Ambiente (SVMA).

📍Quem apoia o movimento?
Além de muitas instituições participantes, muitos famosos já aderiram ao movimento e ajudam na divulgação da causa, entre eles:

Paul McCartney;
Richard Melville Hall (ou apenas Moby);
Ziggy Marley;
Marisa Monte;
Chris Martin (vocalista e líder do Coldplay);
Yoko Ono;
Ellen Jabour;
Eduardo Jorge;
Cleo Pires;
Rodrigo Lima (vocalista e líder da banda Dead Fish);
os integrantes das bandas Raimundos, Leela e Ratos de Porão;
Fernanda Gabeira;
Marcos Palmeira;
Lúcio Mauro Filho;
Supla;
Sabrina Sato;
KL Jay (Racionais MC's);

e muitos outros…

📍 E vale lembrar que não precisa ser necessáriamente ser feito na segunda, é apenas uma maneira de incentivo com um grande grupo a diminuição de produtos de origem animal.



--- Receita ---
🌭Cachorro quente Vegano
Ingredientes

2 cenouras medias cozidas ao dente e cortadas em rodelinhas

Para a Marinada
¼ de xícara de chá de shoyu,
1 dente de alho picado
Pimenta caiena páprica, cominho a gosto,
2 colheres de sopa de óleo de gergelim
Para o molho
1 xícara (de chá) de cebola picadinha,
1 colher (de sopa) de alho picadinho,
½ xícara (de chá) de pimentão picadinho (usei vermelho, verde e vermelho),
Sal e pimenta a gosto
1 fio de azeite
1 xícara (de chá) de extrato de tomate
1 colher (de sopa) de melado de cana
1/2 xícara (de chá) de cheiro verdepicadinho,

Instruções

Com as salsichas cortadas em rodelinhas deixe por 15 minutos no molho da marinada para dar um sabor especial,

Grelhe as salsichas e adicione o molho marinada para caramelizar,

Refogue no azeite a cebola, o alho e os cubinhos de pimentões.

Acrescente o extrato de tomate, o melado, sal e pimenta. E acrescente um pouquinho de agua ao molho,

Acrescente as salsichas e deixe o molho reduzir a agua adicionada.

Desligue o fogo e acrescente o cheiro verde picadinho,

Seu molho está pronto! Agora é só montar seu hotdog!


🍫Brownie Vegano
Ingredientes

1 e 1/2 xícara (de chá) de farinha de trigo com fermento
3 colheres (de sopa) de cacau em pó
1 xícara (de chá) de açúcar cristal ou demerara
1 pitada de sal
1 xícara (de chá) de leite de amêndoas
5 colheres (de sopa) de óleo
1/2 colher (de chá) de essência de baunilha
150g de chocolate meio amargo derretido
50g de chocolate meio amargo picado
1/2 xícara (de chá) de castanhas picadas

Modo de preparo

Pré-aqueça o forno a 210ºC, unte uma assadeira média (a minha tinha 20cm x 30cm) com um fio de óleo e forre com papel manteiga.
Derreta o chocolate como preferir. Eu costumo picar em pedaços pequenos, e derreto no microondas por 30 segundos, misturo e devolvo por mais 30 segundos. Reserve.
Em uma vasilha, coloque a farinha, o cacau, o açúcar,  o sal, e misture. Adicione o leite de amêndoas, o óleo, a essência de baunilha, o chocolate derretido e misture. Adicione o chocolate picado e as castanhas picadas e misture novamente.
Coloque na forma e leve para assar por 35 minutos ou até você espetar uma faca e ela sair levemente úmida.
Retire com cuidado da assadeira e espere esfriar por uns 10 minutos antes de cortar

🌯Receita de panqueca vegana light com aveia

Ingredientes:

Massa
1/2 xícara de chá de aveia em flocos finos;
1 1/2 xícara de chá de água;
1 xícara de chá de farinha de trigo;
1/4 de xícara de chá de azeite;
1 colher de sopa de vinagre de vinho branco;
1/2 colher de chá de sal.
Recheio
1/2 xícara de cenoura picada em cubinhos;
1/2 xícara de chuchu picado em cubinhos;
1/2 xícara de vagem picada em cubinhos;
1/2 xícara de milho;
1 cebola pequena picada;
sal a gosto;
ervas a gosto.

Modo de preparo:

Em um liquidificador coloque a aveia e a água. Bata por cerca de trinta segundos e deixe descansando por meia hora. Em seguida, em um bowl incorpore essa mistura com a farinha, o azeite, o vinagre e o sal e incorpore com um mixer ou com colher até ficar espumoso.

Aqueça uma frigideira antiaderente em fogo médio por um minuto. Coloque um fio de óleo e com o auxílio de uma espátula, espalhe sobre a superfície. Adicione uma concha da massa e espalhe no fundo da frigideira. Deixe por um ou dois minutos até dourar, vire e deixe mais 1 minuto do outro lado. Reserve. Repita o processo com o restante da massa, e coloque as panquecas umas sobre as outras.

🥪Receita de sanduíche vegano light

Ingredientes:
pão de centeio com sementes;
patê de tomate seco com amêndoas;
tomate cereja cortados ao meio;
folhas de espinafre a gosto;
sal a gosto;
azeite a gosto.

Modo de preparo:

Leve o espinafre e os tomates. Corte os tomatinhos ao meio. Tempere com sal e azeite. Prepare o patê de tomate seco com amêndoas. Coloque os ingredientes no pão de centeio e sirva.

🥛Vitamina de frutas
Ingredientes

1/2 xícara (de chá) de aveia em flocos
1 xícara (de chá) de água filtrada
1 xícara (de chá) de banana nanica picada
1 xícara (de chá) de mamão papaya picado (cerca de 1/2 unidade)

Modo de preparo

Coloque a aveia no liquidificador juntamente com a água, e deixe de molho por meia hora. Em seguida, acrescente a banana, o mamão, e se quiser adicione maçã ou outra fruta do seu gosto. E bata até ficar uniforme! Por serem frutas bem docinhas, eu nem precisei adoçar.