segunda-feira, 25 de fevereiro de 2019

Pela segunda vez, moradora de TAQUARI comete crime de MAUS TRATOS

Nesta madrugada do dia 25, o Instituto de Proteção Animal OS SALVADORES, acompanhados pela Brigada Militar de Taquari/RS, realizaram o resgate de um animal que estava sob maus tratos! 

A denúncia foi recebida anonimamente e foi muito importante para que pudéssemos ajudar o animal. Nela, nos relataram que em uma residência no bairro Colônia 20, haviam prendido um cachorro debaixo de uma caixote de madeira, com duas pedras em cima, fazendo com que o animal se mantivesse ali, durante toda a chuva que nos atingido nesse domingo. 


Com a proteção da Brigada Militar, a qual agradecemos, o Instituto foi até a residência e constatou de que haviam pessoas na casa, mas que não quiseram nos atender. Como nos é garantido pela Constituição Federal - (art. 5º, XI) e as Leis (art. 150, § 3º, II do Código Penal, CP e, ainda, arts. 301 a 303 do Código de Processo Penal, CPP), que determinam que em caso de flagrante delito decorrente da prática de crime (a exemplo do crime de maus-tratos, na forma do art. 32 da Lei nº 9.605/98, Crimes Ambientais) a casa pode ser invadida a qualquer hora do dia ou da noite para libertar o animal em aflição - então entramos na residência e nos deparamos com a mesma cena que nos foi relatada pelo denunciante através de fotos.

Era visto nos olhos do animal o sofrimento por estar naquele local, apertado e na chuva, sem poder se abrigar do tempo. O animal que é de raça, foi retirado da situação em que estava e está sob tutela do Instituto, passará por banho e avaliação veterinária e posteriormente será encaminhado para adoção. O boletim de ocorrência foi lavrado junto a própria Brigada Militar, que pode constatar o crime em flagrante. O autor do crime é reincidente, já que é a segunda vez que pratica tal barbaridade.

Gostaríamos de ressaltar, o quão importante é, termos em nosso município, leis sobre crimes ambientais a animais, para que possamos punir essas pessoas e assim diminuir tais atos de crueldade contra os animais e ao meio ambiente.

Agradecemos à Brigada Militar e a todos os envolvidos para que esse resgate fosse possível.