terça-feira, 20 de novembro de 2018

Veterinário recusa tratar cão atropelado porque “ninguém iria pagar”

Roberto Donisio, um utilizador do Facebook no Perú, registou o momento em que pediu ajuda para um cão de rua que foi atropelado, mas o veterinário a quem recorreu recusou tratar o cão, porque o homem não não se prontificou a pagar pela consulta.
O homem insistiu que o cão estava em estado crítico, e precisava de ajuda urgente, mas o veterinário disse que "não podia trabalhar de graça".
"Eu vou pagar mais tarde", disse Dionísio ao veterinário. "Ali em baixo há outro veterinário, se você quiser ir lá…", respondeu o profissional de saúde animal.
O vídeo foi postado no Facebook, e ficou imediatamente viral. A reação do veterinário gerou indignação entre a população de San Martin de Porres, perto de Lima, no Peru.
A situação ficou fora de controlo quando o veterinário insistiu na identificação do cliente ou, que alguém ficasse responsável pelo custo dos cuidados com o animal, caso contrário não haveria consulta. 
Na discussão o homem acaba por se envolver com o veterinário, que o acusou depois de agressão. O cão acabou por ter que ser abatido devido à gravidade dos ferimentos.