domingo, 23 de setembro de 2018

Você abandonaria seu filho?

Infelizmente é muito comum ouvir relatos de pessoas que se mudam de casa e deixam seu animal para trás. Pessoas que mesmo sabendo o quão dependentes eles são de nós, abandonam um anjo que muitas vezes esteve naquela família por anos. Deixam o animalzinho sozinho, entregue à própria sorte. Esses raramente sobrevivem aos perigos da rua e do abandono.

O Instituto de Proteção Animal OS SALVADORES, quase que diariamente, vivencia os bastidores cruéis da posse irresponsável e da falta de conscientização e compaixão das pessoas.

Recebemos muitos relatos por inbox na página do Facebook, atravez do e-mail oficial da ONG e pelo site, mensagens enviadas por pessoas que querem “se livrar do problema” “arrumar um bom abrigo para o animal que já não cabe na família”, desculpas para abandonar um ser inocente e dependente que beiram o absurdo! As desculpas mais comuns são: “Vou me mudar para um apartamento e não tem espaço pro meu cachorro, como faço pra deixar com vocês?”, “Meu gato precisa de cuidados de saúde, como faço para doar para a ONG?”, “Estou grávida e o médico mandou eu desfazer do meu gato/cachorro”, “Meu filho tem alergia a pelo, não posso ficar com ele.”

O que essas pessoas não entendem é que o animal sente o abandono, deprime e sofre de verdade. Afinal, ele não entende o que aconteceu quando se vê longe da família, da casa, do cheiro e costumes que se adaptou.

Não alugue uma casa que não aceite sua família INTEIRA. Existem remédios para alergia e seu filho não irá morrer por isso. Para comportamentos difíceis existem adestramentos. Se seu bichano está doente assuma a responsabilidade e procure meios para cuidar dele. Sua gravidez seguirá de vento em polpa se você mantiver o ambiente limpo e não resolver comer as fezes do seu gato! Entenda, eles são como crianças! Você abandonaria seu filho humano por algum desses motivos?

Abandono é crime previsto em lei, seja uma pessoa consciente e crie seu pet com o amor e respeito que ele merece.