sábado, 4 de fevereiro de 2017

A importância da saúde dentária do seu pet

Você tem o hábito de escovar os dentes do seu cão ou gato frequentemente? A maioria das pessoas até sabe que este é um dever dos donos de animais domésticos, mas não tem certeza de como realizar o processo, às vezes não tem tempo ou esquece de fazer isso. Afinal de contas, não é a tarefa mais fácil de ser realizada, especialmente no caso dos felinos. O problema é que, deixando essa tarefa de lado, você arrisca a possibilidade do seu pet adquirir tártaro. Nesses casos, é necessário levá-lo em um veterinário para fazer a conhecida limpeza de tártaro. Descubra abaixo o quão mais fácil é optar pela prevenção deste problema. Antes de mais nada, o que é o tártaro? 

Conhecido também como cálculo dentário, nada mais é do que o acúmulo de placas dentárias, onde as bactérias vão se juntando até formarem toxinas, que ocasionam gengivite. Quando o seu pet não tem os dentes escovados regularmente, essas placas acabam endurecendo e se acumulando. 

O resultado disso é o que chamamos de tártaro. Quais os sinais? Além da mudança visualmente notável nos dentes, o mau hálito também é uma evidência. Apesar de não ser letal, a existência de tártaros pode representar um perigo para a saúde do seu bichinho, pois as bactérias que se aderem no dente podem afetar os seus tecidos de suporte. Sendo assim, a melhor maneira de evitar o problema é prevenir. Existem no mercado petiscos, ossinhos artificiais, biscoitos e até mesmo rações especiais que ajudam a escapar o acúmulo de placa bacteriana. 

Contudo, nada se compara com a escovação dos dentes, melhor maneira de prevenção. O ideal é que o seu pet tenha os dentes escovados pelo menos uma vez por semana, com uma pasta de dente adequada. Nunca use a pasta que você utiliza na sua escovação, pois sua fórmula pode ser prejudicial para o estômago dos animais. Por mais difícil que o processo seja no começo, insista. A saúde do seu pet vem acima de tudo! (Fonte> http://adoteumviralata.tumblr.com/)